quinta-feira, 16 de março de 2017

Uma Cooperativa-Restaurante?


Existe nesta zona uma boa porção de gente que tem muito jeito para a cozinha. Homens e mulheres que são excelentes cozinheiros.
Quando os sabores tradicionais correm risco de apagamento face aos novos paladares (quase sempre importados), precisamos de preservar o que é nosso, a riqueza e variedade da nossa dieta alimentar, por sinal saudável.
Além disso, é o tradicional que os que nos visitam procuram, já que as ementas da moda eles têm-nas nos seus locais de origem. Mesmo entre nós há quem tenha saudades do "Tasquinho do sr. Beto" onde sempre se podia usufruir de um lanche ou de uma refeição bem à portuguesa.
A criação de um restaurante- cooperativa daria emprego a muita gente que já não tem idade de procurar um emprego, mas que ainda está muito válida e com muito para dar e ensinar. Possibilitaria ainda a formação de gente nova que pudesse continuar depois o projeto.
Com este projeto, conseguir-se-ia:
- Dar trabalho e remuneração a gente que os não têm;
- Fazer um levantamento de pratos típicos nas freguesias do Concelho;
- Escoar produtos regionais, estimulando assim a agricultura e pecuária;
- Recolher as melhores variedades de vinho locais, estimulando a preservação da qualidade do mesmo;
- Preservar a genuinidade dos sabores tradicionais locais;
- Criar emprego às novas gerações que gostam da restauração;
- Desenvolver o espírito de cooperação e de entreajuda;
- Atrair mais gente ao concelho, aumentando a capacidade financeira do mesmo;


Adquirir uma casa antiga num Centro Histórico das nossas localidades, conservando-a e readaptando-a para o efeito, era uma maravilha... Desde que tivesse local de estacionamento e fácil acesso às  estradas.
Não haverá possibilidade de candidatura a fundos europeus ou outros para este efeito?

Sem comentários: