sábado, 7 de junho de 2014

Santa Helena: Dois hobbies juntos pela 1ª vez


Foi no  fim de semana, dias 3 e 4 de maio, que o monte de Santa Helena, junto a Tarouca, aco­lheu centenas de desportistas na­cionais e estrangeiros que partici­param na prova a contar para a Taça de Portugal Downhill Vodafone.

Igualmente a estação de radioa­mador de indicativo CT1AL partici­pou desse lugar no concurso EA1 RCS, da Associação de Segóvia, a pontuar para o campeonato de Es­panha.

O desporto ligado às bicicletas, que descem montes a grande ve­locidade, e o hobby do radioamadorismo tiveram oportunidade de deliciar os muitos visitantes que se deslocaram àquele santuário com boas condições e capazes de res­ponder com comodidade a quem ali se desloque. Mesmo no alto, tem um amplo terreiro empedrado, com altar no topo norte e onde se cele­bram as cerimónias religiosas no mês de julho. Pouco abaixo, a cape­la de grossas paredes que a resguar­dam das intempéries e a hospeda­ria com boas condições de aloja­mento para os peregrinos. A gestão do espaço é da responsabilidade da cimissão da Igreja,  composta por 11 elementos, incansáveis em prestar um eficiente serviço de apoio a quem se dirige ao santuário.

Estas infraestruturas e o apoio da Câmara Municipal foram essen­ciais para que a realização desta prova resultasse num êxito.

Desta vez foi utilizada uma pista que rasga vertiginosamente a en­costa norte do monte que desce, com grande inclinação para os lados de Tarouca. A velocidade que os atletas atingem é alucinante, provo­cando grande emoção perante a as­sistência dispersa pelo monte ver­dejante de carquejas e urzes. Quer os atletas quer os comissários na­cionais e internacionais elogiaram a prova que esteve impecável. Daniel Carvalho da organização informou-nos: "Das várias categorias em pro­va, subiram ao pódio atletas de di­ferentes nacionalidades. Na Classe Elite, o campeão nacional em título, o português Francisco Pardal, foi o vencedor, com uma descida de 2:48:664 minutos, tendo ficado em 29 lugar o campeão de Espanha, Toni Ferreiro, e em lugar o inglês Alex Bond".

E a rádio desperta, ainda, muita curiosidade também pela magia do funcionamento, sendo que desta vez eu utilizei uma maior parafer­nália de antenas rotativas, cabos coaxiais e espias de mastros auto montantes, sendo este conjunto de equipamentos que uma das fotos documenta, que estiveram em fun­cionamento e serviram igualmente de demonstração para o muito pú­blico que acorreu ao local, sobretu­do na tarde soalheiro do domingo.

Em frequências muito, mesmo muito elevadas, desde os 144 MHz, 432MHz até os 1200MHz, foi pos­sível contactar com lugares a cente­nas de quilómetros, sobre o solo, até Barcelona e, via propagação marítima até às Canárias, a mais de 1500 Km!

O concurso de comunicações via rádio teve lugar desde as 15 ho­ras de sábado às 15 horas de do­mingo, consistindo em transmitir e receber para o mais distante pos­sível e com o maior número de co­municados. Igualmente, como hobby, serviu para testar material, aperfeiçoar técnicas de montagem de antenas e cultivar um espírito sadio entre os participantes que se encontram ou nas suas casas ou no alto das serras.

Foi mais uma oportunidade de validar este singular desejo de con­tacto com outros radioamadores da Península Ibérica irmanados no mesmo espírito de fraternidade e, se for preciso, em casos de catástro­fes ou falência de sistema, servir de rede alternativa aos telemóveis.

Adelino Francisco, editor da QSP
Notícias de Viseu

 

Sem comentários: