quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A senhora que envergonhou as crianças

Ao regressar de férias, enquanto alguns vieram directamente para casa, outros passaram por Guimarães onde um familiar meu tinha um compromisso profissional.
Os dois sobrinhos rapazes quiseram vir por Guimarães porque estavam especialmente interessados na visita ao castelo local.
Deixados no centro da cidade por meu irmão que logo se dirigiu para o trabalho, eu, meus sobrinhos e minha cunhada caminhámos em direcção ao Castelo, não sem antes ela ter que ir tratar de um assunto pessoal numa instituição ali perto. Enquanto esperávamos, eu e os pequenos entrámos numa Igreja para um momento de oração e uma visita. Ajoelhado, procurava saborear aquele instante de intimidade com o Senhor enquanto os rapazes me esperavam muito recatados no extremo do banco.
Eis senão quando um senhora muito zelosa se dirige aos pequenos nestes termos:
- Meninos, se querem pedir vão lá para fora! Cá dentro não há autorização para peditórios.
Os miúdos olharam-na sobressaltados com o inesperado da situação. E a senhora continuou com o ar mais convicto do mundo:
- Sim, eu bem vejo que são pedintes! Mas aqui dentro não peçam...
O mais velhito ainda balbuciou a sua indignação. Mas perante o ar imperial da senhora, debandaram enquanto eu me sorria quando o inesperado da situação.
Contei cá fora  toda a cena à minha cunhada que entretanto chegara, rindo-me perdidamente. Escusado será dizer que o episódio alimentou as nossas brincadeiras durante a viagem...

Mas de facto o comportamente da "zeladora do templo" foi inqualificável. Nem sequer se quis informar, partiu de imediato para a acusação. Fala-se tanto em acolhimento e aparecem pessoas que escurraçam.
Claro que depois conversei com os pequenos e estou certo de que este comportamento "beatério" não lhes deixou mossas.

Sem comentários: