terça-feira, 1 de novembro de 2016

A mensagem de novembro


É de séculos a tradição de, no mês de Novembro, recordarmos os nossos defuntos: aqueles que nos precederam e já partiram deste mundo.
São pais, são filhos, são amigos, é o marido, é a esposa, é o irmão, é a irmã, são os avós,  pessoas que conviveram connosco e que agora fazem parte de um outro "estádio" da Igreja.
Morreram para este mundo, mas continuam vivos no além e na nossa memória.
É o mês da esperança e da lembrança.
A Igreja é uma realidade única, mas em diferentes estádios.
Nós, sobre este planeta, somos a Igreja peregrina; os que nos precederam podem estar em outros dois estádios: em purificação ou em triunfo.
O último estádio é o da Igreja triunfante.
É para aí que nós caminhamos.
A Igreja, como mãe, convida os seus filhos a lembrarem-se uns dos outros.
Mas não só, porque só isto seria muito pouco.
Nós, peregrinos, podemos ajudar com a nossa oração, esmola e sacrifício os nossos irmãos em purificação e eles, por sua vez, podem pedir a Deus por nós.
É um intercâmbio espiritual a nível de fé, também chamada, comunhão dos santos.
Somos, pois, convidados, neste mês de Novembro, a elevarmos o nosso pensamento para o além, por sabermos por fé que os que nos precederam continuam a viver e se estiverem em purificação a nossa prece e caridade em seu favor poderá ser-lhes de ajuda.

Sem comentários: