sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Origem dos festejos do Carnaval


A origem dos festejos de carnaval tem suas raízes em festas pagãs, que celebravam o início do Ano Novo e o ressurgimento da natureza, ligadas às famosas saturnálias, de carácter orgíaco. Com o aparecimento da Quaresma, os dias que precediam o seu início encontraram outro motivo para a sua celebração: tirar a barriga de misérias, pois vinha aí o tempo de jejum e penitência. (aqui)


Há tempo para tudo. Estes dias são para viver os festejos carnavalescos.
Reavivar tradições, colocar máscaras, participar nos bailes da época e do local, apreciar à mesa as iguaria do tempo e da região, apreciar as marchas carnavalescas, etc.
Não é tempo para  "Quarenta Horas", nem para retiros ou outras admiráveis atividades. Logo a seguir surge a Quaresma e então, sim, mergulhemos em cheio no Mistério de Cristo, através da oração mais intensa, da caridade mais diligente, da conversão mais consistente, da renúncia mais abrangente.


Há tempo para tudo. Estes dias são do Carnaval.
Que a diversão seja sã e prenhe de humanidade, que a ofensa seja riscada, que a alegria seja compartilhada.


A partir de Quarta-Feira de Cinzas, outro tempo começará. Será um tempo para viver a tempo inteiro. Na alegria da subida rumo à Páscoa da Libertação.

Sem comentários: