quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Passei pela "reforma agrária!...



Lindas as oliveirinhas! 
Pequenas mas trabalhadoras, fecundas, úteis. 
Continuai assim, amigas!


Esta fui eu quem a plantou. 
Uhmmm! Não gostou 
e manifesta a sua revolta pela infecundidade.
 
Novinha. Mostra ao que vem. 
Este ano não vingará os frutos, mas promete...
 Ouriços tu tens! Vais vingá-los?
Se soubesses como gosto de castanhas, 
aposto que farias um esforço
Limoeiro à porta evita médico em casa...
Os primeiros limões. 
Para o ano quero muitos mais...
Diospireiro pequenino mas  generoso. 
Lindos os diospiros. 
Aguenta-os até à maturação.

As cobras hibernam, o meu tanquito assetembra.
Quando chega a esta época do ano, pára a actividade.
Vi-me aflito para tirar um pouco de água 
para aquelas plantas que mais clamavam por H20.


Amendoeiras, romãzeiras, avelãzeiras e outras
não merecem destaque no presente ano.
A maior secou e as outras, embora com crescimento, nada produziram
Espero felicitá-las para o ano.


Deixei o meu campito, no lugar da Pia,
e dei um salto acima para o cumprimentar.
Aos 83 anos, faz ver aos novos.

Sem comentários: