sexta-feira, 20 de julho de 2012

Morreu o historiador José Hermano Saraiva

O historiador José Hermano Saraiva morreu, esta sexta-feira, aos 92 anos. Foi jurista, ministro da Educação e autor da "História Concisa de Portugal", mas tornou-se conhecido do grande público como apresentador de programas televisivos de divulgação cultural.
José Hermano Saraiva nasceu em Leiria, a 3 de Outubro de 1919. Licenciado em Ciências Histórico-Filosóficas e em Ciências Jurídicas, foi director do Instituto de Assistência aos Menores, reitor do Liceu Nacional D. João de Castro, em Lisboa, e professor do Instituto Superior de Ciências Sociais e Política Ultramarina (actual ISCSP).
Durante o período do Estado Novo, desempenhou as funções de ministro da Educação, entre 1968 e 1970. Depois de deixar o cargo, foi embaixador de Portugal no Brasil, entre 1972 e 1974.
Depois do 25 de Abril, voltou a dar aulas, desta feita na Escola Superior de Polícia e na Universidade Autónoma de Lisboa.
Publicou diversas, destacando-se 'A Formação do Espaço Português e Lições de Introdução ao Direito' (1963), 'História Concisa de Portugal (1978)' e 'História de Portugal' (1983).
Pelos seus conhecimentos a nível de História e capacidades comunicativas, popularizou-se com programas televisivos, como 'O Tempo e Alma' (1972), 'Histórias que o Tempo Apagou' (1994), 'Lendas e Narrativas' (1995), 'Horizontes da Memória' (1996) ou 'A Alma e a Gente'.
O historiador foi agraciado este ano, nas celebrações dos 10 de Junho, pelo Presidente da República, Cavaco Silva, com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique. Devido ao seu estado de saúde se ter agravado, teve de ser o seu filho a receber a condecoração.
José Hermano Saraiva era casado com Maria de Lurdes de Bettencourt de Sá Nogueira, de quem teve cinco filhos.
In imprensa de hoje

Sem comentários: