terça-feira, 2 de agosto de 2016

Alterações introduzidas no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI)

Veja aqui


1. O IMI pode aumentar ou diminuir consoante a exposição solar ou a qualidade ambiental da habitação, segundo um diploma publicado na segunda-feira em Diário da República.
2. Caso um imóvel tenha uma boa exposição solar (orientação a sul), seja um piso mais elevado ou tenha uma 'área especial', como um terraço, o coeficiente pode subir até 20%. Em sentido inverso, se o imóvel receber pouca luz natural (orientação a norte), for uma cave ou tiver uma qualidade ambiental prejudicial (como poluição atmosférica, sonora ou outra) ou elementos visuais negativos (como uma ETAR ou um cemitério), o coeficiente pode diminuir até 10%.


- Parece que construir casas viradas a Norte, viver em caves, ou procurar sítios para construir junto de fontes de poluição é o que está a dar... Paga-se menos IMI.
- Uma lei que quer taxar o Sol! Isto da exposição ao Sol, é surrealista. Com que meios vão verificar isso? E se o dia estiver nublado?
- Enfim, há cada lei! Às vezes parece que são leis à moda do "chavismo" venezuelano...
- Esperamos que o ridículo tenha limites que esta gente procure governar a sério em vez de criar cenas de diversão, ainda por cima de muito mau gosto.

Sem comentários: