terça-feira, 24 de março de 2015

ASAE


Lê-se na comunicação social que a ASAE fez uma intervenção em Tarouca, sem especificar propriedade nem freguesia.
 Refere-se à apreensão pela ASAE de vários produtos alimentares e à detenção de um homem que tinha como função a gerência de uma empresa que comercializava produtos alimentares (carnes, enchidos, queijos...).
A segurança alimentar dos consumidores deve ser assegurada sem restrições. Está em causa a saúde pública e a qualidade de vida dos cidadãos.
Queixam-se muitos que trabalham no ramo que cai sob a intervenção da ASAE que muitas vezes esta implica com coisas que nada têm a ver com a segurança alimentar das pessoas, dentro de um burocratismo que sobrecarrega a vida dos que trabalham no ramo.
Bom, mas de burocracias estamos conversados. Nisto o país é campeão. Infelizmente.
Outra coisa é a segurança alimentar e a higiene que devem ser asseguradas a todo o custo para que não passe 'gato por lebre'. O cidadão paga demasiado caro as coisas, logo tem direito à qualidade das mesmas.

Sem comentários: